Cinderella – O musical

cinderella

O musical de um dos contos de fadas mais famoso de todos os tempos chegou a São Paulo no teatro Alfa, estrelado por Bianca Tadini no papel da princesa, Totia Meirelles como a madrasta, Sabrina Korgut como a fada madrinha e Bruno Narchi como o príncipe, sem contar o elenco de peso dos dançarinos e de toda a orquestra que fazem o musical acontecer.

A história todos já conhecem, uma jovem meiga e sonhadora que após a morte do pai vive com sua madrasta e com suas irmãs de criação, sendo maltratada por elas todo o tempo e feita de empregada. Até que um certo dia o príncipe do reino oferece um baile para todas as donzelas e Cinderella, com uma ajudinha de sua fada madrinha, consegue ir e se apaixona pelo herdeiro do trono.

Todos já sabem como Cinderella perde seu sapatinho no baile e como o príncipe a encontra e eles tem seu merecido final feliz. Porém, a adaptação do conto para o musical sofreu algumas modificações. O musical foi escrito originalmente por Rodgers e Hammerstein, em 1957 e foi estrelado por Julie Andrews na primeira vez que foi transmitido na TV norte americana. A adaptação conta com um plano de fundo político, sendo introduzido pelo personagem Jean-Michel (Bruno Sigrist), como alguém do povo que clama por justiça e igualdade, algo visto de uma forma bem discreta na personagem Cinderella de Walt Disney, mas que tomou forças nessa adaptação.

As modificações que as personagens sofrem ao longo da peça até a grande transformação no ato final é representada pelas músicas que acontecem a todo o momento durante os dois atos embalando o público, tanto os que já gostavam da história original como os que se sentem curiosos ao ver as modificações que a mesma sofreu. O toque de humor ajuda a tornar o musical uma peça agradável de ser vista. A orquestra conta com 16 músicos muito bem dirigidos por Carlos Bauzys que fazem o espetáculo ser tão grandioso quanto é.

O musical é uma boa pedida para crianças e adultos, muito bem feito, com atores expressivos e uma história clássica tão conhecida que ganha vida em uma versão cheia de novas releituras e beleza. Mais do que algo que a cultura de um país necessita, o teatro é uma das maravilhas inventadas pelo homem que deve ser cada vez mais apreciada.

Revisado por Juliana Skalski

SOBRE O AUTOR

Estudante de letras, 20 anos, gosto desse humor ácido que existe nas coisas, poderia ficar horas escrevendo sobre meus vícios na terceira pessoa, mas por ora, deixo apenas explícito minha paixão pela sétima arte e pela literatura e espero que com elas seja possível melhorar, um pouco que seja, o mundo. E lógico, como todos tenho meus sonhos, talvez virar a próxima J.K. Rowling ou até mesmo seguir os passos de Shakespeare, ou também, ganhar um Oscar, quem sabe...! Hahaha (acho que agora deu para entender a parte do humor ácido, não é mesmo?).