Objetos pessoais de Frida Kahlo ganha exposição em Londres

vestidos

            Após a morte da artista em 1954, Diego Rivera marido da artista, guardou os pertences de Frida Kahlo em um banheiro desativado na Casa Azul, antiga casa da pintora.São mais de 300 peças catalogadas pela fotógrafa japonesa Ishiuchi Miyako. Diego Rivera exigiu que o cômodo fosse aberto apenas 15 anos após a morte de Kahlo, mas a abertura ocorreu 50 após a Casa Azul se transformar em Museu.

            Entre os objetos estão os vestidos típicos usados pela pintora, e até mesmo uma prótese da perna amputada da artista devido à poliomielite desenvolvida aos 6 anos, os coletes de gesso utilizados após o acidente que quase a levou a morte aos 18 anos, entre vários outros objetos pessoais.

            Ishiuchi Miyako é famosa por seu trabalho fotográfico do pós-guerra, e organiza coleções desde 1970. O estilo da fotógrafa com o estado dos objetos pessoais da artista dão a exposição beleza única, objetos que remetem diretamente a personalidade forte de Frida Kahlo.

             A abertura da exposição será amanhã (13.05) na Michael Hoppen Gallery em Londres e estará aberta até o dia 12 de Julho. Será uma exposição fotográfica organizada a partir dos registros realizados por Ishiuchi Miyako.

            O Brasil também receberá uma exposição da artista mexicana no Instituto Tomie Ohtake, já divulgado aqui no Fashionatto (clique aqui).

 

Ishiuchi Miyako/ Cortesia Michael Hoppen Gallery

Ishiuchi Miyako/ Cortesia Michael Hoppen Gallery

Ishiuchi Miyako/ Cortesia Michael Hoppen Gallery

 

SOBRE O AUTOR

Wagner Galesco é artista plástico e arte educador formado pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Pesquisador nas áreas de educação, estética e história da arte não européia, adora a integração entre o papel de artista e o de professor, trabalhando em todas as linguagens artísticas. Curta Wagner Galesco: